55 “Onde está, ó morte, a sua vitória?Onde está, ó morte, o seu aguilhão?”a