5 Que a minha mão direita definhe,ó Jerusalém, se eu me esquecer de ti!