15 Meu vigor secou-se como um caco de barro,e a minha língua gruda no céu da boca;deixaste-me no pó, à beira da morte.