Êxodo 39; Êxodo 40; Mateus 23:23-39

1 Fizeram também de azul, púrpura e carmesim as vestes, finamente tecidas, para ministrar no lugar santo, e fizeram as vestes sagradas para Arão, como o Senhor ordenara a Moisés. 2 Assim se fez o éfode de ouro, azul, púrpura, carmesim e linho fino torcido; 3 bateram o ouro em lâminas delgadas, as quais cortaram em fios, para entretecê-lo no azul, na púrpura, no carmesim e no linho fino, em obra de desenhista; 4 fizeram-lhe ombreiras que se uniam; assim pelos seus dois cantos superiores foi ele unido. 5 E o cinto da obra esmerada do éfode, que estava sobre ele, formava com ele uma só peça e era de obra semelhante, de ouro, azul, púrpura, carmesim e linho fino torcido, como o Senhor ordenara a Moisés. 6 Também prepararam as pedras de berilo, engastadas em ouro, lavradas como a gravura de um selo, com os nomes dos filhos de Israel; 7 as quais puseram sobre as ombreiras do éfode para servirem de pedras de memorial para os filhos de Israel, como o Senhor ordenara a Moisés. 8 Fez-se também o peitoral de obra de desenhista, semelhante � obra do éfode, de ouro, azul, púrpura, carmesim e linho fino torcido. 9 Quadrado e duplo fizeram o peitoral; o seu comprimento era de um palmo, e a sua largura de um palmo, sendo ele dobrado. f 10 E engastaram nele quatro fileiras de pedras: a primeira delas era de um sárdio, um topázio e uma esmeralda; 11 a segunda fileira era de uma granada, uma safira e um ônix; 12 a terceira fileira era de um jacinto, uma ágata e uma ametista; 13 e a quarta fileira era de uma crisólita, um berilo e um jaspe; eram elas engastadas nos seus engastes de ouro. 14 Estas pedras, pois, eram doze, segundo os nomes dos filhos de Israel; eram semelhantes a gravuras de selo, cada uma com o nome de uma das doze tribos. 15 Também fizeram sobre o peitoral cadeiazinhas, semelhantes a cordas, obra de trança, de ouro puro. 16 Fizeram também dois engastes de ouro e duas argolas de ouro, e fixaram as duas argolas nas duas extremidades do peitoral. 17 E meteram as duas cadeiazinhas de trança de ouro nas duas argolas, nas extremidades do peitoral. 18 E as outras duas pontas das duas cadeiazinhas de trança meteram nos dois engastes, e as puseram sobre as ombreiras do éfode, na parte dianteira dele. 19 Fizeram outras duas argolas de ouro, que puseram nas duas extremidades do peitoral, na sua borda que estava junto ao éfode por dentro. 20 Fizeram mais duas argolas de ouro, que puseram nas duas ombreiras do éfode, debaixo, na parte dianteira dele, junto � sua costura, acima do cinto de obra esmerada do éfode. 21 E ligaram o peitoral, pelas suas argolas, �s argolas do éfode por meio de um cordão azul, para que estivesse sobre o cinto de obra esmerada do éfode, e o peitoral não se separasse do éfode, como o Senhor ordenara a Moisés. 22 Fez-se também o manto do éfode de obra tecida, todo de azul, 23 e a abertura do manto no meio dele, como a abertura de cota de malha; esta abertura tinha um debrum em volta, para que não se rompesse. 24 Nas abas do manto fizeram romãs de azul, púrpura e carmesim, de fio torcido. 25 Fizeram também campainhas de ouro puro, pondo as campainhas nas abas do manto ao redor, entremeadas com as romãs; 26 uma campainha e uma romã, outra campainha e outra romã, nas abas do manto ao redor, para uso no ministério, como o Senhor ordenara a Moisés. 27 Fizeram também as túnicas de linho fino, de obra tecida, para Arão e para seus filhos, 28 e a mitra de linho fino, e o ornato das tiaras de linho fino, e os calções de linho fino torcido, 29 e o cinto de linho fino torcido, e de azul, púrpura e carmesim, obra de bordador, como o Senhor ordenara a Moisés. 30 Fizeram também, de ouro puro, a lâmina da coroa sagrada, e nela gravaram uma inscrição como a gravura de um selo: SANTO AO SENHOR. 31 E a ela ataram um cordão azul, para prendê-la � parte superior da mitra, como o Senhor ordenara a Moisés. 32 Assim se acabou toda a obra do tabernáculo da tenda da revelação; e os filhos de Israel fizeram conforme tudo o que o Senhor ordenara a Moisés; assim o fizeram. 33 Depois trouxeram a Moisés o tabernáculo, a tenda e todos os seus utensílios, os seus colchetes, as suas tábuas, os seus travessões, as suas colunas e as suas bases; 34 e a cobertura de peles de carneiros tintas de vermelho, e a cobertura de peles de golfinhos, e o véu do reposteiro; 35 a arca do testemunho com os seus varais, e o propiciatório; 36 a mesa com todos os seus utensílios, e os pães da proposição; 37 o candelabro puro com suas lâmpadas todas em ordem, com todos os seus utensílios, e o azeite para a luz; 38 também o altar de ouro, o óleo da unção e o incenso aromático, e o reposteiro para a porta da tenda; 39 o altar de bronze e o seu crivo de bronze, os seus varais, e todos os seus utensílios; a pia e a sua base; 40 as cortinas do átrio, as suas colunas e as suas bases, e o reposteiro para a porta do átrio, as suas cordas e as suas estacas, e todos os utensílios do serviço do tabernáculo, para a tenda da revelação; 41 as vestes finamente tecidas para uso no ministério no lugar santo, e as vestes sagradas para Arão, o sacerdote, e as vestes para seus filhos, para administrarem o sacerdócio. 42 Conforme tudo o que o Senhor ordenara a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel toda a obra. 43 Viu, pois, Moisés toda a obra, e eis que a tinham feito; como o Senhor ordenara, assim a fizeram; então Moisés os abençoou.
1 Depois disse o Senhor a Moisés: 2 No primeiro mês, no primeiro dia do mês, levantarás o tabernáculo da tenda da revelação, 3 e porás nele a arca do testemunho, e resguardaras a arca com o véu. 4 Depois colocarás nele a mesa, e porás em ordem o que se deve pôr em ordem nela; também colocarás nele o candelabro, e acenderás as suas lâmpadas. 5 E porás o altar de ouro para o incenso diante da arca do testemunho; então pendurarás o reposteiro da porta do tabernáculo. 6 E porás o altar do holocausto diante da porta do tabernáculo da tenda da revelação. 7 E porás a pia entre a tenda da revelação e o altar, e nela deitarás água. 8 Depois levantarás as cortinas do átrio ao redor, e pendurarás o reposteiro da porta do átrio. 9 Então tomarás o óleo da unção e ungirás o tabernáculo, e tudo o que há nele; e o santificarás, a ele e a todos os seus móveis; e será santo. 10 Ungirás também o altar do holocausto, e todos os seus utensílios, e santificarás o altar; e o altar será santíssimo. 11 Então ungirás a pia e a sua base, e a santificarás. 12 E farás chegar Arão e seus filhos � porta da tenda da revelação, e os lavarás com água. 13 E vestirás Arão das vestes sagradas, e o ungirás, e o santificarás, para que me administre o sacerdócio. 14 Também farás chegar seus filhos, e os vestirás de túnicas, 15 e os ungirás como ungiste a seu pai, para que me administrem o sacerdócio, e a sua unção lhes será por sacerdócio perpétuo pelas suas gerações. 16 E Moisés fez conforme tudo o que o Senhor lhe ordenou; assim o fez. 17 E no primeiro mês do segundo ano, no primeiro dia do mês, o tabernáculo foi levantado. 18 Levantou, pois, Moisés o tabernáculo: lançou as suas bases; armou as suas tábuas e nestas meteu os seus travessões; levantou as suas colunas; 19 estendeu a tenda por cima do tabernáculo, e pôs a cobertura da tenda sobre ela, em cima, como o Senhor lhe ordenara. 20 Então tomou o testemunho e pô-lo na arca, ajustou � arca os varais, e pôs-lhe o propiciatório em cima. 21 Depois introduziu a arca no tabernáculo, e pendurou o véu do reposteiro, e assim resguardou a arca do testemunho, como o Senhor lhe ordenara. 22 Pôs também a mesa na tenda da revelação, ao lado do tabernáculo para o norte, fora do véu, 23 e sobre ela pôs em ordem o pão perante o Senhor, como o Senhor lhe ordenara. 24 Pôs também na tenda da revelação o candelabro defronte da mesa, ao lado do tabernáculo para o sul, 25 e acendeu as lâmpadas perante o Senhor, como o Senhor lhe ordenara. 26 Pôs o altar de ouro na tenda da revelação diante do véu, 27 e sobre ele queimou o incenso de especiarias aromáticas, como o Senhor lhe ordenara. 28 Pendurou o reposteiro �: porta do tabernáculo, 29 e pôs o altar do holocausto � porta do tabernáculo da tenda da revelação, e sobre ele ofereceu o holocausto e a oferta de cereais, como o Senhor lhe ordenara. 30 Depois: colocou a pia entre a tenda da revelação e o altar, e nela deitou água para a as abluções. 31 E junto dela Moisés, e Arão e seus filhos lavaram as mãos e os pés. 32 Quando entravam na tenda da revelação, e quando chegavam ao altar, lavavam-se, como o Senhor ordenara a Moises. 33 Levantou também as cortinas do átrio ao redor do tabernáculo e do altar e pendurou o reposteiro da porta do átrio. Assim Moisés acabou a obra. 34 Então a nuvem cobriu a tenda da revelação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo; 35 de maneira que Moisés não podia entrar na tenda da revelação, porquanto a nuvem repousava sobre ela, e a glória do Senhor enchia o tabernáculo. 36 Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, prosseguiam os filhos de Israel, em todas as suas jornadas; 37 se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam até o dia em que ela se levantasse. 38 Porquanto a nuvem do Senhor estava de dia sobre o tabernáculo, e o fogo estava de noite sobre ele, perante os olhos de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas.
23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas. 24 Guias cegos! que coais um mosquito, e engulis um camelo. 25 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque limpais o exterior do copo e do prato, mas por dentro estão cheios de rapina e de intemperança. 26 Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo, para que também o exterior se torne limpo. 27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos e de toda imundícia. 28 Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniquidade. 29 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque edificais os sepulcros dos profetas e adornais os monumentos dos justos, 30 e dizeis: Se tivéssemos vivido nos dias de nossos pais, não teríamos sido cúmplices no derramar o sangue dos profetas. 31 Assim, vós testemunhais contra vós mesmos que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32 Enchei vós, pois, a medida de vossos pais. 33 Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno? 34 Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas: e a uns deles matareis e crucificareis; e a outros os perseguireis de cidade em cidade; 35 para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que mataste entre o santuário e o altar. 36 Em verdade vos digo que todas essas coisas hão de vir sobre esta geração 37 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, apedrejas os que a ti são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não o quiseste! 38 Eis aí abandonada vos é a vossa casa 39 Pois eu vos declaro que desde agora de modo nenhum me vereis, até que digais: Bendito aquele que vem em nome do Senhor.