URGENT: Hurricane Dorian Victims Need Your Help

Salmos 87; Salmos 88; Romanos 13

1 O fundamento dela está nos montes santos. 2 O Senhor ama as portas de Sião mais do que todas as habitações de Jacó. 3 Coisas gloriosas se dizem de ti, ó cidade de Deus. 4 Farei menção de Raabe e de Babilônia dentre os que me conhecem; eis que da Filístia, e de Tiro, e da Etiópia, se dirá: Este nasceu ali. 5 Sim, de Sião se dirá: Este e aquele nasceram ali; e o próprio Altíssimo a estabelecerá. 6 O Senhor, ao registrar os povos, dirá: Este nasceu ali. 7 Tanto os cantores como os que tocam instrumentos dirão: Todas as minhas fontes estão em ti.
1 Ó Senhor, Deus da minha salvação, dia e noite clamo diante de ti. 2 Chegue � tua presença a minha oração, inclina os teus ouvidos ao meu clamor; 3 porque a minha alma está cheia de angústias, e a minha vida se aproxima do Seol. 4 Já estou contado com os que descem � cova; estou como homem sem forças, 5 atirado entre os finados; como os mortos que jazem na sepultura, dos quais já não te lembras, e que são desamparados da tua mão. 6 Puseste-me na cova mais profunda, em lugares escuros, nas profundezas. 7 Sobre mim pesa a tua cólera; tu me esmagaste com todas as tuas ondas. 8 Apartaste de mim os meus conhecidos, fizeste-me abominável para eles; estou encerrado e não posso sair. 9 Os meus olhos desfalecem por causa da aflição. Clamo a ti todo dia, Senhor, estendendo-te as minhas mãos. 10 Mostrarás tu maravilhas aos mortos? ou levantam-se os mortos para te louvar? 11 Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade no Abadom? 12 Serão conhecidas nas trevas as tuas maravilhas, e a tua justiça na terra do esquecimento? 13 Eu, porém, Senhor, clamo a ti; de madrugada a minha oração chega � tua presença. 14 Senhor, por que me rejeitas? por que escondes de mim a tua face? 15 Estou aflito, e prestes a morrer desde a minha mocidade; sofro os teus terrores, estou desamparado. 16 Sobre mim tem passado a tua ardente indignação; os teus terrores deram cabo de mim. 17 Como águas me rodeiam todo o dia; cercam-me todos juntos. 18 Aparte de mim amigos e companheiros; os meus conhecidos se acham nas trevas.
1 Toda alma esteja sujeita �s autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus. 2 Por isso quem resiste � autoridade resiste � ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação. 3 Porque os magistrados não são motivo de temor para os que fazem o bem, mas para os que fazem o mal. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela; 4 porquanto ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador em ira contra aquele que pratica o mal. 5 Pelo que é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa da ira, mas também por causa da consciência. 6 Por esta razão também pagais tributo; porque são ministros de Deus, para atenderem a isso mesmo. 7 Dai a cada um o que lhe é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. 8 A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei. 9 Com efeito: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. 10 O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei. 11 E isso fazei, conhecendo o tempo, que já é hora de despertardes do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando nos tornamos crentes. 12 A noite é passada, e o dia é chegado; dispamo-nos, pois, das obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz. 13 Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e inveja. 14 Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo; e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.