4 e, recordando-me das tuas lágrimas, desejo muito ver-te, para me encher de gozo;