Salmos 81; Salmos 82; Salmos 83; Romanos 11:19-36

1 Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza; erguei alegres vozes ao Deus de Jacó. 2 Entoai um salmo, e fazei soar o adufe, a suave harpa e o saltério. 3 Tocai a trombeta pela lua nova, pela lua cheia, no dia da nossa festa. 4 Pois isso é um estatuto para Israel, e uma ordenança do Deus de Jacó. 5 Ordenou-o por decreto em José, quando saiu contra a terra do Egito. Ouvi uma voz que não conhecia, dizendo: 6 Livrei da carga o seu ombro; as suas mãos ficaram livres dos cestos. 7 Na angústia clamaste e te livrei; respondi-te no lugar oculto dos trovões; provei-te junto �s águas de Meribá. 8 Ouve-me, povo meu, e eu te admoestarei; ó Israel, se me escutasses! 9 não haverá em ti deus estranho, nem te prostrarás ante um deus estrangeiro. 10 Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito; abre bem a tua boca, e eu a encherei. 11 Mas o meu povo não ouviu a minha voz, e Israel não me quis. 12 Pelo que eu os entreguei � obstinação dos seus corações, para que andassem segundo os seus próprios conselhos. 13 Oxalá me escutasse o meu povo! oxalá Israel andasse nos meus caminhos! 14 Em breve eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários. 15 Os que odeiam ao Senhor o adulariam, e a sorte deles seria eterna. 16 E eu te sustentaria com o trigo mais fino; e com o mel saído da rocha eu te saciaria.
1 Deus está na assembléia divina; julga no meio dos deuses: 2 Até quando julgareis injustamente, e tereis respeito �s pessoas dos ímpios? 3 Fazei justiça ao pobre e ao órfão; procedei retamente com o aflito e o desamparado. 4 Livrai o pobre e o necessitado, livrai-os das mãos dos ímpios. 5 Eles nada sabem, nem entendem; andam vagueando �s escuras; abalam-se todos os fundamentos da terra. 6 Eu disse: Vós sois deuses, e filhos do Altíssimo, todos vós. 7 Todavia, como homens, haveis de morrer e, como qualquer dos príncipes, haveis de cair. 8 Levanta-te, ó Deus, julga a terra; pois a ti pertencem todas as nações.
1 Ó Deus, não guardes silêncio; não te cales nem fiques impassível, ó Deus. 2 Pois eis que teus inimigos se alvoroçam, e os que te odeiam levantam a cabeça. 3 Astutamente formam conselho contra o teu povo, e conspiram contra os teus protegidos. 4 Dizem eles: Vinde, e apaguemo-los para que não sejam nação, nem seja lembrado mais o nome de Israel. 5 Pois � uma se conluiam; aliam-se contra ti 6 as tendas de Edom e os ismaelitas, Moabe e os hagarenos, 7 Gebal, Amom e Amaleque, e a Filístia com os habitantes de tiro. 8 Também a Assíria se ligou a eles; eles são o braço forte dos filhos de Ló. 9 Faze-lhes como fizeste a Midiã, como a Sísera, como a Jabim junto ao rio Quisom, 10 os quais foram destruídos em En-Dor; tornaram-se esterco para a terra. 11 Faze aos seus nobres como a Orebe e a Zeebe; e a todos os seus príncipes como a Zebá e a Zalmuna, 12 que disseram: Tomemos para nós as pastagens de Deus. 13 Deus meu, faze-os como um turbilhão de pó, como a palha diante do vento. 14 Como o fogo queima um bosque, e como a chama incedeia as montanhas, 15 assim persegue-os com a tua tempestade, e assombra-os com o teu furacão. 16 Cobre-lhes o rosto de confusão, de modo que busquem o teu nome, Senhor. 17 Sejam envergonhados e conturbados perpetuamente; sejam confundidos, e pereçam, 18 para que saibam que só tu, cujo nome é o Senhor, és o Altíssimo sobre toda a terra.
19 Dirás então: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. 20 Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu pela tua fé estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme; 21 porque, se Deus não poupou os ramos naturais, não te poupará a ti. 22 Considera pois a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; para contigo, a bondade de Deus, se permaneceres nessa bondade; do contrário também tu serás cortado. 23 E ainda eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os enxertar novamente. 24 Pois se tu foste cortado do natural zambujeiro, e contra a natureza enxertado em oliveira legítima, quanto mais não serão enxertados na sua própria oliveira esses que são ramos naturais! 25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; 26 e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; 27 e este será o meu pacto com eles, quando eu tirar os seus pecados. 28 Quanto ao evangelho, eles na verdade, são inimigos por causa de vós; mas, quanto � eleição, amados por causa dos pais. 29 Porque os dons e a vocação de Deus são irretratáveis. 30 Pois, assim como vós outrora fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles, 31 assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada. 32 Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, a fim de usar de misericórdia para com todos. 33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! 34 Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor? ou quem se fez seu conselheiro? 35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? 36 Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.