82 Os meus olhos fraquejam de tanto esperar pela tua promessa,e pergunto: “Quando me consolarás?”