Gênesis 31:43-55

O Acordo entre Labão e Jacó

43 Labão respondeu a Jacó: “As mulheres são minhas filhas, os filhos são meus, os rebanhos são meus. Tudo o que você vê é meu. Que posso fazer por essas minhas filhas ou pelos filhos que delas nasceram?
44 Façamos agora, eu e você, um acordo que sirva de testemunho entre nós dois”.
45 Então Jacó tomou uma pedra e a colocou em pé como coluna.
46 E disse aos seus parentes: “Juntem algumas pedras”. Eles apanharam pedras e as amontoaram. Depois comeram ali, ao lado do monte de pedras.
47 Labão o chamou Jegar-Saaduta, e Jacó o chamou Galeede.a
48 Labão disse: “Este monte de pedras é uma testemunha entre mim e você, no dia de hoje”. Por isso foi chamado Galeede.
49 Foi também chamado Mispá,b porque ele declarou: “Que o SENHOR nos vigie, a mim e a você, quando estivermos separados um do outro.
50 Se você maltratar minhas filhas ou menosprezá-las, tomando outras mulheres além delas, ainda que ninguém saiba, lembre-se de que Deus é testemunha entre mim e você”.
51 Disse ainda Labão a Jacó: “Aqui estão este monte de pedras e esta coluna que coloquei entre mim e você.
52 São testemunhas de que não passarei para o lado de lá para prejudicá-lo, nem você passará para o lado de cá para prejudicar-me.
53 Que o Deus de Abraão, o Deus de Naor, o Deus do pai deles, julguec entre nós”.Então Jacó fez um juramento em nome do Temor de seu pai, Isaque.
54 Ofereceu um sacrifício no monte e chamou os parentes que lá estavam para uma refeição. Depois de comerem, passaram a noite ali.
55 Na manhã seguinte, Labão beijou seus netos e suas filhas e os abençoou, e depois voltou para a sua terra.