Salmos 115

1 Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade.
2 Por que perguntariam as nações: Onde está o seu Deus?
3 Mas o nosso Deus está nos céus; ele faz tudo o que lhe apraz.
4 Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos do homem.
5 Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem;
6 têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram;
7 têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta.
8 Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam.
9 Confia, ó Israel, no Senhor; ele é seu auxílio e seu escudo.
10 Casa de Arão, confia no Senhor; ele é seu auxílio e seu escudo.
11 Vós, os que temeis ao Senhor, confiai no Senhor; ele é seu auxílio e seu escudo.
12 O Senhor tem-se lembrado de nós, abençoar-nos-á; abençoará a casa de Israel; abençoará a casa de Arão;
13 abençoará os que temem ao Senhor, tanto pequenos como grandes.
14 Aumente-vos o Senhor cada vez mais, a vós e a vossos filhos.
15 Sede vós benditos do Senhor, que fez os céus e a terra.
16 Os céus são os céus do Senhor, mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens.
17 Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio;
18 nós, porém, bendiremos ao Senhor, desde agora e para sempre. Louvai ao Senhor.
The Almeida Atualizada is in the public domain.

Salmos 116

1 Amo ao Senhor, porque ele ouve a minha voz e a minha súplica.
2 Porque inclina para mim o seu ouvido, invocá-lo-ei enquanto viver.
3 Os laços da morte me cercaram; as angústias do Seol se apoderaram de mim; sofri tribulação e tristeza.
4 Então invoquei o nome do Senhor, dizendo:Ó Senhor, eu te rogo, livra-me.
5 Compassivo é o Senhor, e justo; sim, misericordioso é o nosso Deus.
6 O Senhor guarda os simples; quando me acho abatido, ele me salva.
7 Volta, minha alma, ao teu repouso, pois o Senhor te fez bem.
8 Pois livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés de tropeçar.
9 Andarei perante o Senhor, na terra dos viventes.
10 Cri, por isso falei; estive muito aflito.
11 Eu dizia na minha precipitação: Todos os homens são mentirosos.
12 Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios que me tem feito?
13 Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor.
14 Pagarei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o seu povo.
15 Preciosa é � vista do Senhor a morte dos seus santos.
16 Ó Senhor, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas cadeias.
17 Oferecer-te-ei sacrifícios de ação de graças, e invocarei o nome do Senhor.
18 Pagarei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o seu povo,
19 nos átrios da casa do Senhor, no meio de ti, ó Jerusalém! Louvai ao Senhor.
The Almeida Atualizada is in the public domain.

Salmos 117

1 Louvai ao Senhor todas as nações, exaltai-o todos os povos.
2 Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a verdade do Senhor dura para sempre. Louvai ao Senhor.
The Almeida Atualizada is in the public domain.

Salmos 118

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.
2 Diga, pois, Israel: A sua benignidade dura para sempre.
3 Diga, pois, a casa de Arão: A sua benignidade dura para sempre.
4 Digam, pois, os que temem ao Senhor: A sua benignidade dura para sempre.
5 Do meio da angústia invoquei o Senhor; o Senhor me ouviu, e me pôs em um lugar largo.
6 O Senhor é por mim, não recearei; que me pode fazer o homem?
7 O Senhor é por mim entre os que me ajudam; pelo que verei cumprido o meu desejo sobre os que me odeiam.
8 É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar no homem.
9 É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar nos príncipes.
10 Todas as nações me cercaram, mas em nome do Senhor eu as exterminei.
11 Cercaram-me, sim, cercaram-me; mas em nome do Senhor eu as exterminei.
12 Cercaram-me como abelhas, mas apagaram-se como fogo de espinhos; pois em nome do Senhor as exterminei.
13 Com força me impeliste para me fazeres cair, mas o Senhor me ajudou.
14 O Senhor é a minha força e o meu cântico; tornou-se a minha salvação.
15 Nas tendas dos justos há jubiloso cântico de vitória; a destra do Senhor faz proezas.
16 A destra do Senhor se exalta, a destra do Senhor faz proezas.
17 Não morrerei, mas viverei, e contarei as obras do Senhor.
18 O Senhor castigou-me muito, mas não me entregou � morte.
19 Abre-me as portas da justiça, para que eu entre por elas e dê graças ao Senhor.
20 Esta é a porta do Senhor; por ela os justos entrarão.
21 Graças te dou porque me ouviste, e te tornaste a minha salvação.
22 A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular.
23 Foi o Senhor que fez isto e é maravilhoso aos nossos olhos.
24 Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele.
25 Ó Senhor, salva, nós te pedimos; ó Senhor, nós te pedimos, envia-nos a prosperidade.
26 Bendito aquele que vem em nome do Senhor; da casa do Senhor vos bendizemos.
27 O Senhor é Deus, e nos concede a luz; atai a vítima da festa com cordas �s pontas do altar.
28 Tu és o meu Deus, e eu te darei graças; tu és o meu Deus, e eu te exaltarei.
29 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre. a tua palavra.
The Almeida Atualizada is in the public domain.