4 Ora, ao que trabalha não se lhe conta a recompensa como dádiva, mas sim como dívida;